Índice
 Caracterização
História
Postas&Pescada
Gastronomia
Cantinho do leitor
 Notícias

 Subscreva a newsletter 
 Acesso ao alvegamail 
 info@alvega.info  
   
     
   Caracterização
  Bemposta

É uma freguesia com 2606 habitantes, tem uma área de 188.26 km2, o que corresponde a 25% do total da área do concelho de Abrantes, sendo a maior freguesia do Município. Fica situado numa planície na margem esquerda do Rio Torto e é constituída pelas lugares de Bemposta, Água Travessa, Baralho, Brunheirinho, Chaminé, Casal das Courelas, Estação, Foz, Telhado, Vale de Açor e Vale de Horta.

Dizia Antero de Figueiredo que esta “terra é quente e farta. À volta tudo são bíblicos olivais de poda boleada e arejada. Seguem-se léguas de sobreiros de tinta granítica nas copas, e sangrenta nos troncos descortiçados”.

De facto, no meio duma planície, logo ali nas margens do rio Torto, um casario típico e agradável, surpreende quem aqui passa, pela antiga estrada militar que leva a Abrantes. Ocupada uma e outra vez ao longo dos séculos, desde que romanos e outros por aqui se instalaram, sobretudo na busca de ouro que sempre acabavam por encontrar nas águas do rio Tejo e nos seus afluentes, ou para carrearem os excedentes agrícolas desta terra farta, a freguesia bem pode ter tido o seu início na antiga vila de Chão Frio.

Os árabes andaram por cá em razias constantes aos povoados dos cristãos. Quando a “terra de ninguém” desceu do Mondego para as beiras do Tejo, Abrantes e o seu termo tornou-se zona de fronteira cobiçada e assaltada por ambos os “religiosos” contendores, ou não fora também sempre uma terra rica.

Rica em bons azeites, em boa cortiça, em argilas cerâmicas, em muita e boa caça, tanto que séculos mais tarde o próprio D. João I, aquando de suas estâncias em Abrantes, até ele, gostava de vir para cá, em vistosos cortejos de caça. Também terra de constantes combates e vá se lá saber o porquê disso tudo. De certo que o povo nunca o entendeu. Viu aparecer, primeiro os mouros que até, segundo a lenda, forravam os aros das portas com o ouro puro que se dizia terem...

Que a área era zona estratégica de passagem, todos o descobriram para além dos árabes. O próprio D. Nuno Álvares Pereira decidiu pernoitar em Água Branca com toda a sua companhia de soldados, quando vinha do Alentejo para Abrantes, ao encontro das vitoriosas colunas de Aljubarrota.

Ao que parece, o povo participou no contentamento geral dos militares portugueses e, forneceu abrigo e comida. Também não se esqueceu. A lembrar tudo, construiu-se em 1641 a celebrada capela de Tramazim, dedicada a Nossa Senhora da Luz que tem ajudado sempre à batalha do dia a dia destas gentes. Há quem tenha encontrado por cá muitos quilos de balas de chumbo dos tempos dessas guerras. Ou seriam dos soldados valentes que ajudados pelo povo, resistiram aos soldados de Junot, até os fazerem bater em retirada apressada no século passado?

Em 1868, o Pe. Carvalho da Costa dizia de Bemposta que era terra de muita caça e com muitas matas. Tinha então e segundo ele, 60 vizinhos. A paróquia andava na dependência da colegiada de S. João Baptista de Abrantes.

Desde o tempo em que D. João V resolveu doar a vila de Abrantes com todas as suas jurisdições aos condes de Abrantes, da estirpe de D. Rodrigo Anes de Sá Almeida e Meneses, era parte integrante dessa donataria.

Em 1836 Bemposta foi desagregada do concelho de Abrantes para integrar o pequeno concelho de Ulme que veio a extinguir-se como tal, em 1855. O povo não aceitou esta medida administrativa, assaz incómoda pela distância e a falta de estrada para Ulme. Bemposta voltou ao concelho de Abrantes ao qual sempre pertenceu durante 7 séculos.

Hoje é uma freguesia em pleno desenvolvimento demográfico e económico, onde a agricultura é bem dimensionada e melhor trabalhada. Orgulha-se também dos seus pomares, principalmente daquelas macieiras que dão pelo nome bem conhecido de "Bemposta". Aqui nasceu o Dr. Manuel Rodrigues Júnior, várias vezes ministro de Justiça de Portugal.

Fonte: Anafre  —  0000-00-00 Topo da página
Todos os artigos de Caracterização
Imprimir artigo
Recomendar artigo

 

 
 
Contactos úteis  
Imagens da região  
Roteiro turístico 
Dossiers da Região 
Curiosidades 
Meteorologia 

O TEMPO
Estado do tempo na região de Alvega
20°
Muito nublado
 

© 2002, 2017 - alvega.info

O projecto alvega.info

Access denied for user 'abrantes'@'%' to database 'alvega'