Índice
 Caracterização
História
Postas&Pescada
Gastronomia
Cantinho do leitor
 Notícias

 Subscreva a newsletter 
 Acesso ao alvegamail 
 info@alvega.info  
   
     
   Caracterização
  Souto

É uma freguesia com 852 habitantes, distribuídos por uma área de 13.28 km2. Fica situado num planalto junto ao Rio Zêzere. É constituído pelas localidades de Souto, Atalaia, Bioucas, Carregal, Maxieira, Quinta e Ribeira da Brunheta.

Situado num planalto a este na margem do rio Zêzere, o Souto apresenta um povoamento muitíssimo disperso, espalhado numa área de cerca de 60 km2 e com um total de cerca de 1500 habitantes.

A belíssima paisagem que toda a freguesia oferece está omnipresente na vista que se disfruta da capela de Nossa Senhora do Tojo. A curiosa invocação desta capela deve-se à lenda em que se conta que a imagem de Nossa Senhora foi encontrada, por um pastor, no meio de um matagal. Esta capela, a acreditar na data que está inscrita numa das suas paredes laterais, 1139, terá mais de 800 anos.

A freguesia do Souto tem uma considerável importância militar que lhe foi reconhecida em primeiro lugar pelo general conde de Lippe, que fez entrar as suas alturas nos seus planos de operação, como um dos encontros mais poderosos da sua linha de resistência ao invasor.

O orago da freguesia é S. Silvestre que é também invocado na igreja paroquial, templo de uma só nave, com o tecto revestido a madeira de três planos, do seu espólio destaca-se uma imagem de Nossa Senhora da Piedade, com 67 cm, do final do século XVI, que foi pintada e estofada posteriormente.

Dos numerosos lugares que compõem a freguesia de Souto destaca-se a aldeia de Matagosa, que possui qualidades naturais que a tornam apetecida pelos turistas, uma vez que a sua situação privilegiada na margem da ribeira de Codes, de águas cristalinas, que se despenhavam formando cascatas que a cada passo açudes domavam, levando o precioso líquido para a irrigação dos campos ou para fazer mover as azenhas, criando uma paisagem tal que levou muitos visitantes a afirmarem que uma tal paisagem fazia lembrar a “pérola do Atlântico” - a ilha da Madeira -, na sua inebriante beleza. Surpreendentes eram também as formações geológicas que a rodeavam.

Infelizmente toda esta beleza natural despareceu com a construção da barragem de Castelo de Bode. A barragem trouxe, no entanto, alguns benefícios que resultaram também desta alteração ao ambiente natural, como a criação de um lago de 7 quilómetros provocado pela inundação da barragem, o que traz inúmeras possibilidaes turísticas e desportivas à aldeia.

Próximo da Matagosa existem ainda as magníficas paisagens das Boafareiras e do Rabadão, onde abruptas escarpas estrangulam os cursos de água, originando cascatas e cachoeiras. Nas Boafareiras localiza-se o “Penedo Furado “ e a “Bicha Pintada”, nomes que fazem sonhar com tempos imemoriais em que os homens marcavam na natureza os traços da sua passagem, embora racionalmente se expliquem estes vestígios pela existência no local de antigas explorações auríferas na bacia do Codes.

Os terrenos da aldeia, dispostos em socalcos, abundantemente irrigados pelas levadas escalonadas na encosta, apresentando-se sempre verdejantes e férteis, produzindo toda a variedade de frutas, legumes, milho, etc., para o consumo próprio da população e ainda para vender. Será provavelmente deste permanente viço dos seus campos que a aldeia da Matagosa retirou o seu topónimo.

Fonte: Anafre  —  0000-00-00 Topo da página
Todos os artigos de Caracterização
Imprimir artigo
Recomendar artigo

 

 
 
Contactos úteis  
Imagens da região  
Roteiro turístico 
Dossiers da Região 
Curiosidades 
Meteorologia 

O TEMPO
Estado do tempo na região de Alvega
20°
Muito nublado
 

© 2002, 2017 - alvega.info

O projecto alvega.info

Access denied for user 'abrantes'@'%' to database 'alvega'