Índice
 Caracterização
História
Postas&Pescada
Gastronomia
Cantinho do leitor
 Notícias

 Subscreva a newsletter 
 Acesso ao alvegamail 
 info@alvega.info  
   
     
   Postas&Pescada
  Alvega, que futuro?

Fiquei, durante as minhas férias, uns dias de Agosto em Alvega. E a desilusão e saudades de tempos idos são os sentimentos com que posso caracterizar este curto periodo de tempo. Os tempos das fogueiras no Tejo, das “idas” nocturnas à fruta, da praça cheia de gente, das pessoas que voltavam à terra nas férias grandes.

Hoje em dia tudo é diferente. Os putos já não fazem fogueiras no Tejo, já não vão à fruta e nem se vêem na rua. A praça já não se enche e quase ninguém vem passar uns dias à terra. E Alvega vai perdendo com tudo isso, tornando-se um local chato e sem interesse.

Razões para tudo isto? Não existe apenas uma razão. Hoje em dia as famílias preferem ir para o Algarve e para o litoral, os laços com a terra desvanecem-se com o passar dos anos, a terra em si não evolui e não tem novos motivos de interesse.

Culpados? Não existem culpados únicos a quem se deva apontar o dedo por esta situação. A estratégia da câmara passa por tornar a cidade de Abrantes numa pequena metrópole com alguma dimensão regional, não atraindo população de outras zonas do país criando postos de trabalho e incentivos reais, mas sim esvaziando artificialmente as freguesias do próprio concelho, não permitindo o seu crescimento natural e espontâneo, tornando-as desta forma menos apetecíveis a quem lá vive e lá cresceu e explorando a tacanhês daqueles que, vivendo nas freguesias, consideram a vida num apartamento um passo em frente. Por outro lado não aposta na dinamização dos tempos livres estimulando dessa forma a juventude através da participação em actividades lúdicas nas férias, ou no apoio de movimentos e ideias que estimulem o desenvolvimento cultural e social da juventude. As juntas de freguesia não tem a miníma sensibilidade para estes problemas e provavelmente não descobriram ainda que este é um problema que poderá condenar a prazo a sua própria existencia.

O futuro de Alvega está hipotecado. Pela falta de visão e ambição do poder autárquico e associativo e pela passividade da população residente que não se apercebe do definhamento social da sua terra natal e das consequências irreversíveis que esse definhamento acelerado irá trazer no futuro próximo.

Majoralvega  —  2002-08-29 Topo da página
Todos os artigos de Postas&Pescada
Imprimir artigo
Recomendar artigo

 

A seccão Postas&Pescada é um espaço aberto á participação de todos e não representa necessariamente a opinião dos autores do alvega.info, sendo a responsabilidade dos textos aqui publicados unicamente dos respectivos autores.

Se quiser participar e partilhar a sua opinião com os leitores do alvega.info, poderá enviar os seus textos para o endereço de e-mail: postas@alvega.info.

Os autores do alvega.info reservam-se o direito de não publicar na íntegra os textos enviados.

 Comentar artigo  

Não existem comentários a este artigo

 
 
Contactos úteis  
Imagens da região  
Roteiro turístico 
Dossiers da Região 
Curiosidades 
Meteorologia 

O TEMPO
Estado do tempo na região de Alvega
20°
Muito nublado
 

© 2002, 2017 - alvega.info

O projecto alvega.info

Access denied for user 'abrantes'@'%' to database 'alvega'